Ame... Simplesmente por amar!

Por esses dias eu fui num treinamento onde fui enquadrada por uma moça, já casada. Ela me perguntou assim: "Porque você quer casar tão cedo?"

Então novamente me deparei com a pergunta que já me deixou com os cabelos em pé. Porque... Porque... Porque? Eu já apelei para muitas respostas e nenhuma me convenceu ao certo do porque exatamente. Então respondi à ela o que aprendi a responder:
- Quero casar porque quero ter uma família, uma família com ele, quero viver o resto da minha vida ao lado dele - e assim continuei. Ela me olhou com uma cara de cética e falou:
- Engraçado, mas em nenhum momento você disse que você o ama. 
Então pronto, lá estava eu enquadrada pela pergunta novamente. Eu o amo, não o amo? Porque não respondi de cara isso? Decidi ser sincera e falei:
- Eu o amo, é lógico que o amo. Se não o amasse não iria querer passar o resto da vida ao lado dele, né? Eu só não respondo "porque o amo" porque eu acho muito...
- Forte? - ela me perguntou
- Vazio... - eu respondi
- Vazio? Você acha que amar é vazio?
- Não, amar não é vazio. Mas responder essa pergunta com a resposta "porque eu o amo" parece. 
- Então tenho algo para te dizer: talvez você não esteja pronta para casar.

Casamento
Fonte

E toma Thalita! Comecei a refletir sobre a questão e cheguei a conclusão de que ela está certa. Se for pra me casar, que seja porque eu o amo e nada mais. Eu me lembro quando era menor, eu costumava responder exatamente assim "vou casar com ele porque o amo!" e as pessoas me respondiam "para de ser iludida menina, não se vive apenas de amor". Rolava até aquela brincadeirinha de "depois que se faz amor, dá fome, muita fome". 

Então por muito tempo eu procurei justificativas além da decisão de amá-lo para justificar o porque quero casar cedo. Mas nenhuma responde tão bem a pergunta quanto essa resposta: "eu o amo". Porque tentamos o tempo todo justificar o amor? Porque nos apegamos tanto à questões que podemos ver e tentamos esconder o sentimento que nos enche? Você também tenta justificar o amor?

Ame simplesmente por amar. Amar é uma decisão de todos os dias, quando você decide insistir ao invés de desistir. Quando você deixa a pessoa ser quem é, e está ali para acrescentar à ela. O amor pode ser manifestado até mesmo quando a outra parte não te dá nada. Porque o amor tem que vir de você e não depender do outro. O amor é o sentimento mais profundo que existe no mundo, é um modo de viver que supera qualquer outra justificativa que possamos dar para querer "nos relacionar com alguém". 

Então vamos lá, eu te convido a fazer uma análise de sua vida relacional comigo agora. Se essa pessoa não te der absolutamente nada do que você espera que ela te dê, você continuará ao seu lado, amando-a? Pense bem nisso antes de se envolver em qualquer relacionamento. Se sua resposta é sim, não tenha medo de dizer "porque eu o amo" na próxima vez que te perguntarem porque você quer casar com ele. 

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Voltar
ao topo